segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Maria, sentada aos pés do Senhor, escutava a Sua palavra

Hoje o Senhor nos ensina que precisamos nos recolher no silêncio! Como dizia Dom Geraldo Magela: "Enquanto eu falo, Deus se cala. Enquanto eu me calo, Deus fala". O silêncio da nossa alma e da nossa mente nos apura para ouvirmos a voz do Pai!

Quero partilhar o seguinte evangelho:

Continuando o seu caminho, Jesus entrou numa aldeia. E uma mulher, de nome Marta, recebeu-o em sua casa. Tinha ela uma irmã, chamada Maria, a qual, sentada aos pés do Senhor, escutava a sua palavra. Marta, porém, andava atarefada com muitos serviços; e, aproximando-se, disse: “Senhor, não te preocupa que a minha irmã me deixe sozinha a servir? Diz-lhe, pois, que me venha ajudar”. O Senhor respondeu-lhe: “Marta, Marta, andas inquieta e perturbada com muitas coisas; mas uma só é necessária. Maria escolheu a melhor parte, que não lhe será tirada”. (Lucas 10, 38-42)

Para que nada me tire do belo silêncio interior, manterei sempre a mesma condição, o mesmo isolamento, o mesmo distanciamento, o mesmo despojamento. Se os meus desejos, os meus medos, as minhas alegrias ou as minhas dores não estiverem perfeitamente ordenados para Deus, não estarei sozinha e haverá ruído em mim; por isso, é preciso serenidade, repouso das potências, concentração do ser.

“Filha, escuta, vê e presta atenção; esquece o teu povo e a casa do teu pai” [Sl 45 (44), 11] Esquecer o próprio povo parece-me difícil; porque aqui “povo” é todo este mundo, que faz, por assim dizer, parte de nós mesmos: é a sensibilidade, são as memórias, as impressões, etc. Quando a alma faz essa ruptura, quando se liberta de tudo isso, a graça do Senhor é derramada abundantemente.


Maria escolheu a boa parte e essa ficará com ela. Há uma coisa necessária. Há um lugar bom. Há uma escolha. Qual é a sua?


Amém!

Com carinho e orações,
Karoline Martini
Ministério de Comunicação Social
Grupo de Oração Amigos Pela Fé

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário